Newton Lagares Silva - Capitão Aviador. 


mito52

 

Nasceu no dia 03 de maio de 1916, na cidade do Rio de Janeiro.

Realizou seu treinamento de piloto de combate em Orlando, no Panamá, em Suffolk e na Itália.

Foi comandante da esquadrilha Verde, tendo completado 79 missões de combate, além de ter substituído o Major Pamplona na chefia de operações da unidade a partir do dia 13 de março de 1945.

Foi condecorado com a Cruz de Aviação Fita A com duas estrelas, Cruz de Aviação Fita B com duas palmas, Campanha da Itália, Campanha Atlântico Sul, Medalha Militar de Prata, Distinguished Flying Cross com duas palmas (USA), Air Medal com duas palmas (USA), Distinguished Flying Cross (Inglaterra), Croix de Guerre com palma (França) e Presidential Unit Citation (USA).

No dia 18 de junho de 1945 partiu de Pisa para os Estados Unidos para apanhar um novo avião P-47.

Ao regressar para o Brasil continuou na FAB desempenhando várias funções. Serviu na Base Aérea de Santa Cruz e foi, por dez anos, subcomandante e comandante da Base Aérea do Recife, além de ter prestado serviço no Correio Aéreo Nacional (CAN). Seu pai era o comandante Victor Carvalho e Silva, um aviador-piloto da Marinha do Brasil que se formou na primeira turma de aviadores da Marinha em 1916.

Referindo-se a como a guerra teria marcado sua vida declarou: “A tristeza da perda dos companheiros queridos nas missões, e a alegria do reencontro dos companheiros que foram feitos prisioneiros e dos quais não se tinha notícias se estavam vivos ou mortos”.

Nota:
Ainda sobre o Lagares e conforme pesquisa feita pelo Kauffmann (Piloto de Caça – Turma de 1978) pode ser acrescentado o seguinte: Em minha pesquisa sobre o Lagares descobri que ele foi um piloto diferenciado (mesmo no julgamento dos demais pilotos do GAC) e talvez o mais importante assessor do Brig Nero Moura durante a fase de montagem do Grupo. Era considerado o mais experiente piloto de P-40 em atividade no Brasil em 1943.
Foi ele quem escolheu pessoalmente entre os voluntários a maior parte dos pilotos e, além disso, devido ao respeito que Eduardo Gomes (Comandante da 2ª Zona Aérea) tinha por ele, ficou encarregado de convencer o “Velho Brigadeiro” (inicialmente contra a ideia) a liberar os pilotos do Nordeste, que foram importantíssimos para o alto conceito da Unidade junto à USAAF durante o estágio de Aguadulce, pois já voavam P-40.

 

Condecorações:
 
 
Cruz de Aviação  Fita A

Cruz de Aviação Fita A

Cruz de Aviação Fita B

Cruz de Aviação Fita B

Campanha da Itália

Campanha da Itália

med-atlantico

Campanha do Atlântico Sul

med-militar-prata

Medalha Militar de Prata

Distinguished Flying Cross - USA

Distinguished Flying Cross (EUA)

Air Medal - USA

Air Medal (EUA)

med-DFC-UK

Distinguished Flying Cross (Inglaterra)

med-croix

Croix de Guerre (França)

Presidential Unit Citation

Presidential Unit Citation (EUA)


   
   
Retirado do livro “A História do 1o Grupo de Caça 1943 / 1945” de John W. Buyers.   


 

Temos 13 visitantes e Nenhum membro online