João Milton Prates - 2o Tenente Aviador (reserva convocado)
(55 missões de guerra)

Tenente Aviador Prates 

Natural do estado de Minas Gerais, realizou todo o seu treinamento no Panamá, na base de Suffolk e na Itália. Piloto de combate, realizou 55 missões de guerra, sendo que, na 56a missão, no dia 20 de abril de 1945, sofreu uma pane na decolagem, que provocou grave acidente no final de pista.

Com o forte impacto do avião contra o solo, seu corpo, ao ser lançado para fora da nacele do avião, chocou-se com uma borda metálica que provocou um grande talho na testa e um descolamento grande do seu couro cabeludo. Foi socorrido imediatamente e levado às pressas para o 12o Hospital Geral de Livorno, Itália, onde foi atendido na emergência. Por este motivo, foi afastado do vôo para o resto da campanha. Terminada a guerra, no dia 18 de junho de 1945 partiu de Pisa para os Estados Unidos para apanhar um novo P-47.

Foi promovido a 2o tenente no dia 21 de maio de 1945.

Após a guerra, ao regressar ao Brasil, pouco depois solicitou desligamento da FAB, tendo ingressado na aviação civil, vindo a ser mais tarde piloto do avião do presidente Juscelino Kubitschek.

  

Recebeu as seguintes Condecorações:

 

 Cruz de Aviação  Fita A

Cruz de Aviação Fita A;

 Campanha da Itália

Campanha da Itália;

 Cruz de Sangue

 Cruz de Sangue;

 Distinguished Flying Cross - USA

“Distinguished Flying Cross"(EUA);

 Air Medal - USA

"Air Medal" com 2 palmas (EUA); e

 Presidential Unit Citation

"Presidential Unit Citation" (EUA).

 


 

Temos 70 visitantes e Nenhum membro online