Atualidades !!!

Atualidades !!!

Atualidades !!! Veja AQUI o ABRA-PC Notícias no125 na versão em PDF. Veja AQUI o ABRA-PC...

Agenda dos próximos eventos

Agenda dos próximos eventos

AGENDA DOS PRÓXIMOS EVENTOS:   Data / Hora Local Evento   25 jan...

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR Em resposta ao artigo da Maria Boa das 1001 Noites...

XXIX Raduno dos Adelphis

XXIX Raduno dos Adelphis

XXIX Raduno dos Adelphis - 2017 Em uma confraternização que reuniu os integrantes do Esquadrão...

  • Atualidades !!!

    Atualidades !!!

  • Agenda dos próximos eventos

    Agenda dos próximos eventos

  • GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

    GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

  • XXIX Raduno dos Adelphis

    XXIX Raduno dos Adelphis

 

Esquadrão Pacau - 11 kbytes Esquadrão Adelfi - 12 kbytes

ABRA-PC NOTÍCIAS 

(Número 20 - Ano III - novembro de 1999)

  

  

  

MENSAGEM DA DIRETORIA

Cartão de Natal feito pelo Brig. Fortunato - 37 kbytes

 


AGENDA

06 de novembro:

(errata) Aniversário do 2o/ 5oG.Av.(Joker)

10 de novembro:

Aniversário do 3o/ 10oG.Av.(Centauro)
Aniversário do 1o/ 10oG.Av.(Poker)

18 de dezembro:

Aniversário do 1o Gp. Av. Ca.(Jambock & Pif-Paf)

 

MONUMENTO MEMORIAL AO GRUPO DE CAÇA NA ITÁLIA 

Esboço do Memorial do Grupo feito por Oscar Niemeyer - 34 kbytes  


ABRA-PC/ Ano III

É isso mesmo, companheiros: nossa Associação já está no seu terceiro ano de existência, tentando cada vez mais manter a união dos Pilotos de Caça em torno de nossos ideais.

Hoje a ABRA-PC possui 532 sócios ( dos quais 43 falecidos), e sua "homepage" teve quase 3000 acessos em menos de um ano de existência.

Nosso saldo bancário hoje é de R$ 4.664,00 e nosso BALANCETE está à disposição dos associados na INTERNET, ou por solicitação, via fax. 


BATE-BOLA

  

1) 3a Mesa Redonda da ABRA-PC:

Conforme noticiado, a ABRA-PC fez realizar em 27 de out 99 na sede do Instituto Histórico e Cultural da Aeronáutica (INCAER) a sua Terceira Mesa Redonda. Na oportunidae foi abordado o tema A AVIAÇÃO DE CAÇA E SEUS AVIÕES 1975 / 2010.

Com uma participação efetiva de Associados, as apresentações, assim como os debates, atingiram plenamente os objetivos propostos; descrever e comentar os processos e métodos de aquisição e entrada em serviço das aeronaves F-5E/F, F-103 e A-1, assim como as modernizações e prospectiva do avião de Caça futuro.

Entende a ABRA-PC que, foros abertos como as Mesas Redondas que vêm sendo promovidas, permitem estimulante troca de idéias e informações sobre os temas magnos de nossa Aviação de Caça: seu passado, presente e futuro.

Compareçam sempre!

  

2) Olhos de Caçador:

"O maior mérito da fotografia está em pinçar um momento fugaz e eternizá-lo. Cenas que muitas vezes passam despercebidas dos olhares comuns servem como alimento par um bom fotógrafo. Na aviação, a fotografia é arte é levada ao extremo da plasticidade. Na verdade, registrar imagens de aviões pode até parecer tarefa fácil. Muitos exercitam e acabam tirando fotos excelentes para álbuns caseiros. Mas foto artística é coisa para poucos olhos sensíveis. O grau de dificuldade em se fugir do lugar comum é o divisor de águas entre artistas e amadores.

O livro "Um Artista entre as Nuvens - A FAB por César Bombonato", lançado recentemente pela Action Editora (tel 0 XX 21 325-7229), é um exemplo raro de talento visceral unindo dua paixões: o vôo e a arte. Um Artista entre as Nuvens por César Bombonato - 16 KbytesÉ desnecessário citar as qualidades artísticas do T.Cel.Av. Bombonato, prontamente reconhecidas por qualquer observador de seus trabalhos; preferível versar sobre sua obra. No referido livro, a veia artística de Bombonato, câmera fotográfica na mão, mão no manche, foi levada ao extremo. É obra básica para figurar na estante de todo piloto, Caçador ou não. O artista usa e abusa da qualidade plástica ao explorar o pôr-do-sol em diversas fotos. Como em dois registros dos F-103 Mirage do 1o GDA com a tubeira acesa, língua de fogo saudando o fotógrafo. Ou o elemento de A-1 da capa do livro e que virou até cartão telefônico da TELERJ. Os "closes" dos Caças da FAB em vôo, mostrando os pilotos no ambiente de trabalho, confirmam uma habilidade incomum para lidar com a velocidade nas duas máquinas - câmera e avião.

Apesar da visível edição em favor da Aviação de Caça, o "habitat" do autor, o livro apresenta a maioria das aeronaves do acervo da FAB. Todas muito bem clicadas em suas características principais de vôo. Esta diversidade é resultado natural da paixão de Bombonato pela aviação em geral, por qualquer máquina que alça vôo. Bons exemplos são o rasante de um recém-aposentado "Tracker" da Aviação Embarcada, e uma foto do UH-1H "Sapão", que nada fica a dever aos melhores registros dos combates do Vietnã.

Vale um destaque para a qualidade editorial da obra, que supera a de muitas publicações estrangeiras do gênero. Nas páginas finais, o leitor ainda é brindado com uma série de desenhos de Bombonato, entre eles o impagável pau-de-sebo dos Pampas do 1o/14o G.AV.

Uma rápida passagem pelo auto retrato do artista traz a explicação para a qualidade do livro: os olhos que fitam o horizonte certamente buscam imagens além da linha do imaginário comum.

O livro é a realização pessoal do artista. E um presente para os pilotos e todos os amantes da Aviação."

Escrito pelo jornalista Mauro Costa, de Fortaleza, CE (um dos "Amigos do 1o/4o G.Av.")

 


PARA REFLETIR...

SERÁ AINDA POSSÍVEL...

A História da FAB está gravada nas páginas do 1º Gp. Av. Ca. Foi a época áurea onde os ideais de uma democracia levaram à guerra um punhado de jovens brasileiros que possuíam "vontade", "determinação" e sobretudo "coragem" para lutarem contra o totalitarismo e ainda com a responsabilidade de "construírem" uma "Força" Aérea de "combate".

Motivados pelos acontecimentos da conturbada 2ª Guerra, convivendo com os perigos e a proximidade da morte, seus sentimentos de "respeito" e de "responsabilidade" com à Pátria, forjaram nas mentes daqueles homens a responsabilidade de trazer ao Brasil uma doutrina aprendida não nas salas de aula, mas no calor dos combates reais. Vários não voltaram...

Os anos passaram. Aqueles jovens não são mais jovens de corpo. Alguns já até partiram. Mas hoje podemos avaliar o quanto a semente que eles plantaram germinou. E como germinou. Eles conseguiram que o âmago da "Caça" morasse nos nossos corações. Caça é sinônimo de Força Aérea. Por um longo período a caça lutou, mostrou a necessidade de crescermos como Força Aérea, brigou pelos nossos ideais, conseguiu milagres... e ainda continua lutando por uma Força Aérea melhor e mais Forte.

Mas os homens são cruéis. Os interesses para que as Forças Armadas Brasileiras percam a dignidade e sua força, tanto como poder armado como força política perante a sociedade se fazem presentes... Isso se reflete na nossa querida Força Aérea Brasileira.

A Caça sempre foi uma elite que, não obstante os problemas nacionais, sempre deixou bem claro que os seus interesses sempre foram os interesses da Pátria.

A vocês Caçadores, novamente deixo um trecho de minhas reflexões na esperança de não decepcionarmos aqueles que nos precederam, nos ensinaram e deixaram um legado precioso que a Pátria jamais abrirá mão.

Não podemos esmorecer...

Não podemos nos decepcionarmos com nós mesmos...

Não podemos deixar de ouvir o "roncar da hélice a girar..."

"TORÇO PELA FORÇA E PELOS COMPANHEIROS QUE QUEREM VÊ-LA, NO MÍNIMO, DIGNA.
TORÇO PELA CORAGEM, PELA FÉ E PELO IDEALISMO DOS JOVENS PORQUE SERÃO ELES QUE DARÃO CONTINUIDADE AO ESPÍRITO COMBATENTE NECESSÁRIO PARA MANTÊ-LA DE CABEÇA ERGUIDA E A PÁTRIA RESPEITADA.
  
ADMIRO OS QUE TÊM A CORAGEM DE SABER ENFRENTAR AS ADVERSIDADES NÃO SÓ COM SABEDORIA MAS TAMBÉM COM DETERMINAÇÃO.
ADMIRO OS COMPANHEIROS QUE OUSAM CRIAR, REALIZAR, INOVAR OU RACIONALIZAR AQUILO QUE TEM QUE SER MELHORADO.
ADMIRO OS ENTUSIASTAS, OS PERSEVERANTES E OS IDEALISTAS.
ADMIRO OS QUE SÃO LEAIS À FORÇA AÉREA E À PÁTRIA E PORTANTO SABEM QUE TAMBÉM DEVEM LEALDADE ÀQUELES QUE IGUALMENTE SÃO LEAIS A ELAS, E SÓ ÀQUELES.

SEMPRE LAMENTEI OS CAUTELOSOS DEMAIS, A CAUTELA EM DEMASIA NÃO LEVA NINGUÉM À VITÓRIA, POIS ESSES MUITO CAUTELOSOS, POR NÃO OUSAREM OU SE ARRISCAREM, NUNCA SERÃO RESPONSÁVEIS POR ALGUM ATO, JAMAIS ERRARÃO... POIS JAMAIS TERÃO A CORAGEM DE ENFRENTAR OU REALIZAR QUALQUER COISA, APENAS TERÃO PARA SI UMA FALSA SENSAÇÃO DO DEVER CUMPRIDO - SÃO COMO PILATOS...

TENHO PENA DOS MESQUINHOS QUE, POR NÃO TEREM VISÃO OU POR COMODISMO, IMPEDEM O PROGRESSO.

REPUDIO OS SUBSERVIENTES E OS QUE FIZERAM OU FAZEM DA FORÇA AÉREA INSTRUMENTO DE SEUS APETITES PESSOAIS, POIS ELES NÃO TÊM CARÁTER, SÃO IMORAIS, FRACOS E INDIGNOS.

ADMIRO MUITO OS QUE SE DEDICAM INTEIRAMENTE AO SERVIÇO DA PÁTRIA E NÃO AO SERVIÇO DOS HOMENS."

É, É AINDA POSSÍVEL... ACREDITEM...  

Alfredo Severo LUZARDO
(Caçador de 1963)