Atualidades !!!

Atualidades !!!

Atualidades !!! Veja AQUI o ABRA-PC Notícias no125 na versão em PDF. Veja AQUI o ABRA-PC...

Agenda dos próximos eventos

Agenda dos próximos eventos

AGENDA DOS PRÓXIMOS EVENTOS:   Data / Hora Local Evento   25 jan...

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR Em resposta ao artigo da Maria Boa das 1001 Noites...

XXIX Raduno dos Adelphis

XXIX Raduno dos Adelphis

XXIX Raduno dos Adelphis - 2017 Em uma confraternização que reuniu os integrantes do Esquadrão...

  • Atualidades !!!

    Atualidades !!!

  • Agenda dos próximos eventos

    Agenda dos próximos eventos

  • GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

    GLOSTER-METEOR vai se APOSENTAR

  • XXIX Raduno dos Adelphis

    XXIX Raduno dos Adelphis

 

Esquadrão Joker Esquadrão Centauro

ABRA-PC NOTÍCIAS 

(Número 19 - Ano III - setembro de 1999)

  

  

  

MENSAGEM DA DIRETORIA

Prezados Caçadores:

Conforme já foi informado em nosso último número, a ABRA-PC estará mais uma vez promovendo uma Mesa Redonda abordando um tema sobre a nossa Aviação de Caça.

O assunto desta vez será "A Aviação de Caça e seus aviões", que será apresentado no dia 27 de outubro de 1999 (quarta-feira), no auditório do Instituto Histórico e Cultural da Aeronáutica (INCAER), no Rio de Janeiro.

A programação será a seguinte:

Palestrante- T.Cel.Av.R.R. Schittini (ex-piloto de ensaios do A-1 na EMBRAER)

Tópicos;

  • 14:00/14:10h Palavras de abertura (INCAER)
  • 14:10/14:20h Introdução (ABRA-PC)
  • 14:20/15:00h Aviões de Caça de 1975-2000 (F-5, F-103 e A-1)
  • 15:00/15:15h Intervalo
  • 15:15/15:55h Aviões de Caça de 2000-2020 (modernizações e futuro)
  • 15:55/16:10h Intervalo
  • 16:10/17:00h Debates

A ABRA-PC terá grande satisfação em receber seus associados, Caçadores em geral e Veteranos em mais esta atividade cultural promovida com apoio do INCAER (entrada franca).

Compareçam!

À la Chasse!


AGENDA

25 de setembro:

Aniversário da 2o/ 5oG.Av.

15 de outubro:

Aniversário de Base Aérea de Sta. Maria (BASM)

23 de outubro:

Dia da Força Aérea Brasileira

24 de outubro:

Aniversário de Base Aérea de Sta. Cruz(BASC)

 

CABO AREINHA

Areinha número 15B - Senta a Pua! - 36kbytes

 


NOVO ESTATUTO DA ABRA-PC

O Presidente da ABRA-PC designou uma comissão para analisar os Estatutos da Associação e apresentar as alterações necessárias decorrentes da adequação do mesmo aos aspectos jurídico-administrativos atuais. Assim sendo, as alterações foram apresentadas e aprovadas pelo Conselho fiscal da Associação. O novo texto está à disposição dos interessados no nosso Sitio Eletrônico, mas se algum associado desejar, poderá obter sua cópia mediante uma solicitação à ABRA-PC, que enviará o documento via Correio.

 


BATE-BOLA

  

1)XXIIIo Bródio dos Jaguares(1):

A ABRA-PC, na pessoa de seu Presidente, esteve presente às comemorações do XXIIIo Bródio dos Jaguares, esta já tradicional festa que anualmente reúne na Base Aérea de Anápolis os pilotos de Mirage.

Jovens Tenentes recém declarados Pilotos Operacionais têm, nesta oportunidade, a satisfação de conhecer e reverenciar aqueles que os precederam, Caçadores "históricos" com Antônio Henrique, Jorge Bins, Frota, Jaeckel, Trompowski, Blower, Villaça e outros que, há quase 30 anos atrás, ajudaram a criar a Defesa Aérea no Brasil.

Mais uma vez, foi uma festa perfeita, e a Associação parabeniza o Comandante da Base Aérea de Anápolis (BAAN), Cel. Paes e Barros e o Comandante do Grupo de Defesa Aérea (GDA), T.Cel. Perez, responsáveis pelo brilho do evento.

NOTA:(1)Bródio = Refeição alegre,bagunça, barulho...Jaguares = Pilotos dos caças "Mirage"

  

2) Filme do 1o Grupo de Caça:

A BSB Cinema, do cineasta Erik de Castro, acaba de realizar um documentário sobre a atuação do 1o Gp.Av.Ca. na II Guerra Mundial.O documentário com quase 3 horas de duração, foi apresentado em "avant première" no dia 1o de setembro, no auditório da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAN), a uma platéia composta de Veteranos, autoridades civis e militares, e muitos Pilotos de Caça da ativa e da reserva.

Trata-se de um documento histórico muito bem produzido, com emocionantes e inéditos depoimentos dos nossos Veteranos, que cada vez mais nos surpreendem com suas declarações cheias de sabedoria, demonstrando sempre firmeza de propósitos, posições firmes e corajosas, além de idéias brilhantes que, transportadas para os dias de hoje, ainda seriam extremamente válidas.

Parabéns, Erik de Castro e sua equipe, pelo brilhante resgate histórico realizado! Parabéns aos nossos Veteranos que, com a humildade dos que estão de bem com a vida, souberam tão bem transmitir sua experiência e seu exemplo, dos quais a Caça tanto se orgulha...

A ABRA-PC dentro em breve informará aos seus associados como serão distribuidas as cópias deste Documentário, cujo nome, como não poderia deixar de ser, é "SENTA A PUA !"

  

3)Venda de Bonés:

Os bonés em tecido "tectel" azul, com bordado "PILOTO DE CAÇA", cores nacionais e emblema da Associação, estão a venda por R$ 8,50 a unidade, ou por R$ 6,00 no caso de encomendas supeiores a 25 unidades. Use o nosso no de fax (Ø XX 21 531-1515) para fazer o seu pedido.

  

 4)Promoção de Oficiais:

O mês de agosto trouxe consigo a promoção de Oficiais. A ABRA-PC parabeniza os promovidos, e na impossibilidade de publicar todos os nomes, brinda os seus 42 associados promovidos com um especial...

À la Chasse!" 


PARA REFLETIR...

HÁ QUARENTA ANOS...

 Há quarenta anos...um navio cruzou o oceano, como inúmeros navios sempre cruzaram. Mas era um navio especial.

Há quarenta anos...um comboio varou a noite da Etrúria(2), como muitos comboios sempre vararam. Mas era um comboio especial.

Há quarenta anos...um acampamento de lona se armou na planície de Tarquínia, como muitos outros acampamentos, através dos séculos, se haviam armado. Mas era um acampamento especial.

Há quarenta anos...um esquadrão flexionou as asas para alçar vôo em missões de guerra, como vários esquadrões já haviam alçado. Mas era um esquadrão especial.

Há quarenta anos...trezentos jovens da Força Aérea Brasileira marcharam para o batismo de sangue na ofensiva contra Hitler. E isto era a primeira vez que acontecia, isto tornava especial cada um dos anteriores: cantaram-se melodias brasileiras no navio estrangeiro em pleno oceano, ouviram-se anedotas cariocas no comboio da Etrúria, drapejara a bandeira auri-verde no acampamento de Tarquínia, pintaram-se estrelas verde-amarelas nas asas do esquadrão.

Não. Nada disso seria de fato especial, se a campannha posterior não chegasse a justificá-lo.

Sobre o Vale do Pó eles voaram. Mergulharam nos objetivos por entre a alvura do "flak"(3) mortífero. Foram sacudidos, às vezes derrubados, pelos flocos escuros que surgiam no céu de quatro em quatro. Metralharam furiosamente de Turim, a Trieste, dos Alpes escarpados à linha do Apeninos. Foram perseguidos pelo crepitar da metralha nos vôos razantes e pelos solavancos da anti-aérea no meio das nuvens. Fizeram a terra voar em explosões e tiveram alguns tragados por elas.

Morreram sim, em grande número: mais de trinta por cento dos pilotos perdidos em combate. Mas viveram também intensamente, no entusiasmo da grande humanidade unida contra a tirania, no calor fraterno dos exércitos em luta pela liberdade, no orgulho de legar uma tradição à jovem Força Aérea do seu país.

E, como veteranos, impuseram respeito. Respeito pelos padrões de eficiência, respeito pela argúcia das investidas, respeito pela bravura dos ataques, respeito pela excelência dos resultados. Cresceram na acolhida dos aliados pelas noitadas inesquecíveis de Pisa, e seus "jabos"(4) verde-amarelos impuseram terror ao inimigo. Alguns suportaram com dignidade as masmorras dos campos de concentração, alguns compartilharam a vida atribulada dos partisanos, alguns baixaram heróicos às tumbas derradeiras.

O 1o Grupo de Caça cumpriu com honra a sua misão de combate. Voltou de cabeça erguida ao Brasil, na apoteose do regresso da FEB(5). Dedicou-se com entusiasmo à sua missão de paz: treinou gerações de Caçadores, abriu um rastro luminoso de tradição e afetividades militares.

Sim, depois de tudo, foram na verdade especiais aquele navio, aquele comboio, aquele acampamento, aquele esquadrão, pintado de verde por fora e ainda verde por dentro.

Amadureceu no combate, cresceu, solidificou-se...

Mas foi há quarenta anos... Uma vida inteira, algumas gerações de pilotos, etapas diversas na história do Brasil. Aconteceram dissídias, desilusões, sofrimentos, reencontros, mortes, honrarias também, satisfação de dever cumprido.

Assim são os homens, assim é o passar do tempo...

Porém há quarenta anos sucederam aqueles pequenos eventos especiais, que pertencem somente aos veteranos do 1o Grupo de Caça, aos que, pouco a pouco, vão sendo tragados pela voragem inexorável do tempo.

Porque eles foram especiais.  

Luiz F. PERDIGÃO Fonseca
Veterano do 1o Grupo de Caça, em 6 out 1984

Notas:
(2)Etrúria = antiga área geográfica onde hoje é a Itália
(3)"Flak" = Artilharia anti-aérea alemã, explosões dos projéteis
(4)Jabos = Adorno tipo gravata, papo, peito
(5)FEB = Força Expedicionária Brasileira