PRÊMIO PACAU-MAGALHÃES MOTTA

  "PPMM"
(Regulamento aprovado em 12 de janeiro de 2005)
(incorpora as modificações de 10/12/2013)

 

  

 

FINALIDADE

O PRÊMIO PACAU-MAGALHÃES MOTTA tem por finalidade estimular o estudo e a pesquisa de assuntos referentes ao emprego da Aviação de Caça, mediante a apresentação de trabalhos escritos ou audiovisuais.

  
CONSTITUIÇÃO DO "FUNDO ABRA-PC"
  
O Fundo PACAU-MAGALHÃES MOTTA cuja finalidade é prover recursos para a premiação do Prêmio Pacau-Magalhães Motta, será constituído por:
  
- Doações, em qualquer época, feitas por pessoas físicas ou jurídicas, com incorporação imediata ao Fundo;
  
- Incorporação, dos valores do rendimento anual não utilizado na premiação dos trabalhos.

  

ADMINISTRAÇÃO DO "FUNDO ABRA-PC"

O Fundo “Pacau-Magalhães Motta” será administrado pelo diretor financeiro da ABRA-PC.

Os valores monetários serão aplicados em fundo de renda fixa, em instituição financeira escolhida pela diretoria da ABRA-PC, de forma a minimizar os riscos das aplicações.

  

PREMIAÇÃO

Anualmente a ABRA-PC premiará os melhores trabalhos apresentados podendo empregar no máximo os rendimentos líquidos anuais gerados pelas aplicações financeiras do Fundo Pacau-Magalhães Motta no ano anterior

  

PARTICIPAÇÃO NOS PRÊMIOS

Poderão concorrer aos prêmios, os sócios contribuintes da ABRA-PC, em dia com as contribuições com a Associação, até o dia limite para o julgamento dos trabalhos.

Todo e qualquer trabalho escrito, mesmo que tenha sido produzido como parte obrigatória de cursos profissionais, poderá concorrer aos prêmios. É necessário apenas que ele seja encaminhado pelo autor dentro do prazo estipulado.

Considerando-se o caráter público do Prêmio Pacau-Magalhães Motta, deverão ser apresentados apenas trabalhos com grau de sigilo ostensivo.

Ao ser enviado, o trabalho deve ser assinado com o pseudônimo do autor e conter junto um pequeno envelope, lacrado, com título do trabalho na parte externa e o nome, NSI (inscrição na ABRA-PC) e número da identidade do autor em seu interior.

O endereço deverá ser:

- Associação Brasileira de Pilotos de Caça

- PRÊMIO PACAU-MAGALHÃES MOTTA

- Praça Marechal âncora 15 A

- Centro – Rio de Janeiro, RJ – 20021-200

 

JULGAMENTO

O julgamento dos trabalhos apresentados caberá à ABRA-PC, incluídos seus Diretores e Conselheiros. A ABRA-PC poderá, excepcionalmente, incluir pessoas que não sejam membros de sua Diretoria a fim de colaborar na apreciação dos trabalhos.

 

CALENDÁRIO

Os trabalhos deverão ser encaminhados em exemplar impresso e com uma versão em mídia eletrônica até o dia 31 de dezembro do ano em curso.

A divulgação pela ABRA-PC do número de trabalhos premiados e do valor dos prêmios se dará a cada ano, após a reunião da Diretoria no mês de março, quando já de posse do resultado das avaliações e dos rendimentos do Fundo Pacau-Magalhães Motta do ano anterior.

O julgamento final dos trabalhos será feito na terceira semana de março do ano seguinte e o(s) resultado(s) comunicado(s) ao(s) vencedor(es).

A entrega do prêmio será realizada posteriormente em data a ser definida durante as comemorações da Aviação de Caça do mês de abril (Semana da Caça).

  

CRITÉRIOS PARA JULGAMENTO

Para fins de comparação dos trabalhos, os julgadores devem estabelecer notas de 1 a 5 (sem decimais) para os seguintes tópicos apreciados: 

Quanto à originalidade (o quanto do trabalho é pensamento do autor);

- Novidade – inovação;

- Fundamentação – arrazoado e justificação;

- Aplicação – utilização pela Aviação de Caça;

- Bibliografia – utilização de fontes de pesquisa. 

Quanto à criatividade (a inventiva do autor, a capacidade de criação e de percepção de detalhes);

- Argumentação – capacidade de convencimento;

- Exemplificação – apresentação de modelos que demonstrem a aplicação.

Quanto à redação (a capacidade de expressar as idéias por escrito);

- Clareza – encadeamento lógico de idéias;

- Correção – gramatical e ortográfica;

- Linguagem – utilização do vocabulário adequado.

  

PUBLICAÇÃO

A critério da Associação, os trabalhos vencedores poderão ser publicados posteriormente pela ABRA-PC nos seus instrumentos de comunicação social.

  

  

Rio de janeiro, 10 de dezembro de 2013

 Brigadeiro do Ar Teomar Fonseca Quírico Presidente da ABRA-PC

 

Temos 8 visitantes e Nenhum membro online