LETRA P

"P"(1) = letra utilizada para designar os antigos aviões de Caça que eram chamados de "perseguidores" ("Pursuit" em inglês). Agora são denominados "Fighters" ("brigadores") e a letra designativa é o "F".

"P"(2) = "hora P", refere-se à hora local para as áreas situadas no Fuso Horário "P". Neste fuso estão localizados vários estados do leste brasileiro.

P-16 = Aeronave de Patrulha bi-motora a combustão com asa alta fabricada pela empresa americana Grumann (modelo Tracker). Foi utilizada pelo Grupo de Aviação Embarcada da FAB (GAE) dos anos 1961 até os anos 1990.

PA = Piloto Automático.

P.I. = Ponto de Início da corrida para o "bombardeio".

P-40 = avião de caça fabricado pela "Curtiss" dos Estados Unidos. Extremamente manobrável a baixa altura, possuía 6 metralhadoras calibre .50 (meia polegada) e motor de 1.350 hp. Usado no Brasil antes da chegada dos P-47 (anos 1940). Este caça era batizado de "Tomahawk" (machado leve usado por índios americanos) mas ficou mais conhecido como "Tigre-Voador"

P-47 = ou F-47, Avião Caça-bombardeiro "Thunderbolt", monomotor a explosão, monoposto, trem de pouso convencional, fabricado pela Empresa "Republic" e conhecido no Brasil também pelos carinhosos apelidos de "buldogue-alado", "tijolo-quente" e “trator-voador”. Foi utilizado pelo 1o Grupo de Caça na Itália durante a 2a Guerra Mundial e depois no Brasil, também no 1o Grupo de Caça (Base Aérea de Santa Cruz), no 1o/4o Grupo de Aviação (Base Aérea de Natal e Base Aérea de Fortaleza) até o ano de 1957.

PAC = Patrulha Aérea de Combate. Missão em que os aviões ficam vigiando um determinado espaço aéreo e prontos para engajar combate se necessário.

Pacau(1) = este código rádio se originou no 3o/1o Gp.Av.Ca. (hoje é usado pelo 1o/4o G.Av.).

Pacau(2) = nome de um antigo jogo de cartas similar ao "poker". Na gíria do submundo do crime passou a designar uma porção de droga (maconha). "Bater Pacau" significa "terminar o jogo" e também é gíria para morrer. Os antigos instrutores do 3o/1o ao serem perguntados pelos alunos o que significava "pacau" diziam: "é um jogo que se joga com a bu--- para não gastar o p--".

Pacau de Copas = Código de chamada pelo rádio da esquadrilha de Copas do Esquadrão Pacau.

pacote = consulte "voo de pacote".

PAIM = Pentatlo Aeronáutico Internacional Militar. Consta de provas esportivas de: basquete utilitário, tiro à silhueta, esgrima, natação utilitária, pista de obstáculos e orientação. O Brasil começou a participar dessas provas em 1971 ( 18o PAIM) a convite do Conselho Internacional de Esporte Militar (CISM).

palier = (fran.) "patamar", a pronuncia é "paliê", parte da operação de pouso em que o avião fica paralelo ao solo antes do toque na pista.

pallet = (ing.) estrado onde é colocada (e amarrada) a carga que vai ser transportada.

palmolive = famosa marca de sabonete considerado de muito boa qualidade (anos 40 e 50).

palonnier = (fra) sistema de controle de direção das aeronaves. No Brasil o nome se refere aos pedais de controle de direção. Este termo atualmente é muito pouco usado.

PAMA = Parque de Material Aeronáutico. Organizações da FAB encarregadas dos grandes serviços de manutenção de aeroanves, fabricação e distribuição de material de suprimento. Manutenção de 4o escalão.

Pampa(1) = Código usado pelo 1o /14o G.Av. para identificação nas comunicações pelo rádio. Termo usado também para designar o próprio Esquadrão.

Pampa(2) = manobra (Operação) de treinamento de guerra feita pela 3a Força Aérea na Região Sul do Brasil.

PANAIR = famosa empresa de aviação civil que liderava as operações comerciais no Brasil nos anos 50 e início de 60. Seu nome derivou do nome da empresa americana PAN AMERICAN da qual teve origem.

pane = enguiço, problema no funcionamento de alguma coisa. Vem da palavra francesa "panne".

pane seca = parada do motor por falta de combustível.

panejando = diz-se do "abano" da parte traseira da biruta, similar ao "panejar" das bandeiras ao vento.

Pantera = Códido rádio do 5o/8o Grupo de Aviação (Transporte).

papa tango = refere-se aos aviões pequenos da aviação civil (aviação geral). No alfabeto fonético "papa e tango" são as letras "P" e "T". As matrículas das aeronaves brasileiras, por acordo internacional, começavam com os digramas "PP" para aeronaves civis comerciais (e de governo) e; "PT" para as da aviação geral. Hoje o Brasil utiliza também os digramas "PR" para ambos e o "PU" para os ultraleves autopropulsados.

papo = parte de baixo das aeronaves, parte ventral.

Papo-amarelo = Colete salva-vidas, de cor amarela, usado pelos pilotos. Também conhecido como "colete Mae West" em referência à famosa artista dos anos 1940 que possuia avantajados seios.

papo-rádio = conversação feita pelo rádio, normalmente reprimida por congestionar o "canal" e permitir ao inimigo localizar a esquadrilha utilizando equipamentos radio-goniométricos.

paquera = código rádio da aeronave que acompanha uma outra que normalmente está fazendo algum tipo de ensaio ou vôo especial que deva ser "monitorado". Esta aeronave também pode ser chamada pela palavra inglesa "chase".

PAR = (ing.) Sigla para designar o "Radar de Aproximação por Precisão" ou uma aproximação de precisão por radar ("Precision Approach Radar"). Trata-se de um radar de pequeno alcance e de muito grande precisão que permite a um controlador no solo informar, ao piloto que está se aproximando de um aeródromo em condições de pouca visibilidade, todas as correções de rumo e altura necessários para efetuar seu pouso com segurança. O controle pode ser feito até após o pouso para que o piloto possa, se necessário, até taxiar a sua aeronave pela pista sem qualquer visibilidade externa.

parafuso = manobra em que o avião cai aproando o solo, quase na vertical, e efetuando curvas descontroladas ao longo do seu eixo longitudinal.

paraquedista = (gíria aeronáutica) Aluno da E.P.C.Ar que é admitido diretamente no 2o ou 3o ano escolar (caiu de paraquedas). Aquele que chega a algum lugar ou posição sem percorrer as etapas normais. Pejorativamente, pessoa apadrinhada que assume cargo em área que não é a sua.

PARASAR = Esquadrão de Busca e Salvamento que é especializado no uso de PARAquedas para chegar ao local de salvamento (Search And Rescue). Hojé é denominado de Esquadrão Aeroterrestre de salvamento (EAS).

Parque = consultar "PAMA".

Parque Xangai = parque de diversões que durante muitos anos (1950 e 1960) funcionou na Quinta da Boa Vista (jardins do Palácio de São Cristóvão - RJ).

partida quente = partida de uma turbina a jato em que a falta de suficiente rotação do compressor causa um início de afogamento do motor, ou seja, a mistura ar-combustível fica extremamente "rica". Este fenômeno causa um aumento de temperatura acima dos limites previstos, algumas vezes levando a uma inspeção do motor. Vem acompanhado de um ruido grave e bem característico similar a um ronco.

Partizan = do italiano Partigiano que significa partidário (da causa contra o nazi-facismo...)

Passagem baixa = vôo rasante. Os pilotos também utilizam este termo para dizer que vão parar em algum lugar para fazer uma visita rápida.

passo bandeira = posição das pás da hélice em que a superfície das mesmas ficam alinhadas com o vento (com se fossem bandeiras). Esta posição é a de menor resistência ao deslocamento e utilizada quando o motor "pára" em vôo evitando assim que a hélice fique girando por ação do vento. O efeito da hélice girar com o vento (efeito cata-vento) aumenta muito a resistência ao avanço e a tendência do avião virar para o lado do motor parado.

pau a quatro = sistema de escala de serviço no qual o efetivo de uma unidade militar é dividido em quatro grupos e cada grupo, um após o outro, permanece de serviço durante seis horas seguidas. Nas dezoito horas restantes cada grupo está dispensado para atividades variadas, descanso e lazer. Com esse sistema a unidade permanece em funcionamento nas 24 horas do dia e por dias seguidos. Este sistema foi trazido para a FAB, na sua criação, por oficiais oriundos da Marinha do Brasil a qual o utiliza rotineiramente nos navios.

pau de sebo = refere-se à comparação do número de horas de vôo feitas por cada piloto do esquadrão. Normalmente existe um quadro onde os nomes dos pilotos são colocados em ordem decrescente de horas voadas no ano.

pau e bola = instrumento indicador de razão de curva e derrapagem. Diz-se do vôo por instrumentos sem a utilização do horizonte artificial. O "pau e bola" consta de um ponteiro na vertical (pau) que se deflexiona para os lados em função da razão de curva e, um peso em forma de "bola" que se desloca em um líquido dentro de um tubo de vidro, na horizontal, que indica as derrapagens laterias. Este instrumento foi um dos primeiros a serem inventados para o auxÍlio ao vôo sem visibilidade. Por ser de grande confiabilidade e funcionar mesmo sem energia elétrica (vácuo gerado por um tubo venturi), a técnica de vôo por "pau e bola" foi ensinada por muitos anos na aviação.

PC = abreviatura de pós-combustão (consultar pós-combustão).

pé(s) = Medida de altura em aviação (comprimento). Um pé equivale a 30,48 cm. 1000 pés equivalem aproximadamente a 300 metros.

pé e mão = maneira de se dizer que a real pilotagem é feita com os pés e com as mãos ou seja, o bom piloto é aquele que é bom de "pé e mão".

peel-off = (ing.) "descascar, desfolhar". Consulte "pilofe".

pega pra capar = missão vale-tudo, ocasiões em que cada um age independentemente tentando se salvar. Normalmante é usado para o combate entre esquadrilhas, quando "a coisa" degenera em combate individual. O termo deve ter se originado do linguajar dos gaúchos que costumam relacionar os fatos com a pecuária.

péla coruja = arranca as penas das corujas. Fala-se das missões que são realizadas muito cedo, hora em que as corujas estão voltando para suas tocas. Essa missões são atualmente chamadas de "vôo da madruga".

peladeiro = aquele que faz as coisas atabalhoadamente ou seja, para poder fazer rápido, as vezes não se detém em alguns detalhes que são considerados por ele insignificantes ou supérfluos.

Pequeno de Mello = Waldir Pequeno de Mello - 1 missão de guerra, faleceu em acidente aéreo em 16 de novembro de 1944.

permeabilidade = "µ" resumidamente, é a capacidade de um material "conduzir" eletromagnetismo.

permissividade = resumidamente, é a capacidade de um material "armazenar" eletromagnetismo.

perna(1) = uma das etapas de uma viagem, por exemplo: "Na viagem para Fortaleza eu pilotei na perna de Vitória até Salvador".

perna(2) = uma das fases de uma manobra ou acrobacia, por exemplo: "Na perna ascendente é necessário acelerar o motor".

Perna Base = fase do tráfego visual para pouso onde a aeronave está com o início da pista no seu través, ou seja, perpendicular ao sentido de vôo. Bastará fazer mais uma curva de 90o para se alinhar com a pista e passar para a fase "Final" do tráfego.

perna de oito = na gíria aeronáutica se refere ao ato de ficar rondando alguém (indo e vindo) com a finalidade de "paquerar". Na realidade se refere às fases da manobra denominada "oito preguiçoso" em que o avião faz curvas (pernas) para lados opostos e cuja projeção da trajetória no solo é similar a um oito (ou sinal de infinito). Consulte "oito preguiçoso".

Perna do Vento ou Perna com o Vento = fase do tráfego visual para pouso onde a aeronave se encontra paralela à pista, um pouco afastada lateralmente, e em direção oposta à direção em que efetuará o pouso (teoricamente está na mesma direção do vento local). Logo após curvará para a "Perna Base" e então para a "Final" de pouso. Normalmente os tráfegos visuais para pouso são feitos com curvas para a esquerda.

perspex = nome comercial de antigo material similar ao plástico acrílico de hoje.

pé, pés = medida de altura ou altitude utilizada em aviação. Normalmente é referenciada em milhares (mil pés equivalem aproximadamente a 300 metros). Consulte "nível de vôo".

pé e mão = refere-se à pilotagem pura ou seja, aquela em que piloto usa suas aptidões em comandar a aeronave, com maestria, através do manche, pedais e manetes.

pf = prato feito, comida servida por terceiros ou guardada no prato para consumo posterior.

phone patch = (ing.) "acoplamento telefônico", consiste no ato de se conectar (acoplar) uma comunicação telefônica a uma comunicação feita por transceptor de rádio.

PI = Ponto de Início da corrida para o ataque ao alvo.

picadinho = famosa comida (prato) que é servido no almoço de confraternização realizado anualmente para comemorar a chegada do 1o Grupo de Aviação de Caça à Itália durante a Segunda Guerra Mundial ( dia 6 de outubro de 1944). O prato, na realidade, é um ensopado com pedaços de carne que também é chamado "carinhosamente" de "jesus está chamando". Tradicionalmente o evento (almoço) que passou a ser conhecido por "Picadinho" é realizado no primeiro sábado de outubro no restaurante do Clube de Aeronáutica no centro do Rio de Janeiro.

pica-fumo = oficiail recém-chegado, "novinho". Talvez essa expressão se referisse aos jovens escravos que trabalhavam "pincando" o fumo de rolo para serem feitos os cigarros dos seus senhores.

pica-pau = antiga "ferramenta" utilizada pelo oficial controlador do estande de tiro terrestre (Barrica) para "contar" os acertos, ou não, nos alvos. Este "sofisticado" aparato consistia de uma longa vara em cuja ponta estava afixado um pincel com o qual se pintava (normalmente de preto) os furos porventura feitos no pano do alvo, facilitando assim a contagem.

picar, picada = ato de variar a atitude da aeronave, apontando o "nariz" para baixo.

piece of cake = (ing.) pedaço de bolo, gíria que significa coisa fácil.

Pierre Closterman = Famoso piloto de Caça escritor dos livros "O Grande Circo" e "Fogo no Céu". Closterman era filho de diplomata francês que serviu no Brasil (nasceu em Curitiba-PR em 1921 e aprendeu a voar no Aeroclube do Brasil no Rio de Janeiro). Piloto civil da companhia francesa Aèropostale juntou-se às forças do General De Gaulle na Inglaterra durante a 2a Guerra Mundial. Começou a combater como Sargento Aviador (Sergeant Pilot) e logo depois foi promovido a 2o Tenente (Flight Lieutenant). Voou ao todo 423 missões nos caças "Spitfire", "Typhoon" e "Tempest". Teve um ferimento de pouca gravidade por tiro de anti-aérea e um acidente por colisão aérea com outro caça britânico tendo que saltar de pára-quedas. A seu crédito tem 18 (vitórias) confirmadas e outras 15(quinze) para as quais existem dúvidas. Em 1950 esteve no Brasil onde fez palestras para oficiais da FAB. Em 1956 foi convocado para a Guerra da Algéria (1 ano). Foi deputado na França por 8 (oito) mandatos e trabalhou na Reims Aviation (Cessna). Faleceu em 2006 aos 85 anos.

pife-pafe = (pif-paf) código de chamada rádio do 2o Esquadrão do 1o Grupo de Aviação de Caça. Designa também o próprio Esquadrão. O nome deriva de um jogo de cartas muito em voga nos anos 1940 e que, mesmo assim, era coibido pela polícia.

pífio = o mesmo que ordinário, ruim.

pilofe = do inglês "peel-off". manobra efetuada antes do pouso, visando reduzir a um mínimo o tempo em que a aeronave fica indefesa e exposta ao ataque inimigo. Consiste em sobrevoar a cabeceira da pista, no sentido de pouso, em velocidade normal e em altura de tráfego ( ± 1000 pés), logo após fazer uma curva nivelada de 180o (normalmente para a esquerda) desta maneira reduzindo a velocidade ajudado também pela desaceleração do motor e o acionamento do freio aerodinâmico (ou flape de mergulho) o sufiente para baixar o trem de pouso. Logo em seguida, ao ultrapassar o través da cabeceira da pista, entrar novamente em outra curva descendente suave para o mesmo lado a fim de atingir o ponto de toque no início da pista. Aproximadamente, durante os últimos 90o de curva serão baixados, a critério do piloto, os flapes de pouso (os de mergulho ou o freio aerodinâmico já foram recolhidos ao baixar o trem) e finalmente efetuado o pouso. Antigamente o pilofe se iniciava com um rasante no início da pista e era realizada uma curva contínua ascendente de 180o, seguida depois dos procedimentos adotados atualmente ou seja, os 180o finais eram iguais.

pilombo = pilofe com tombo. Refere-se à queda da aeronave durante a manobra de pilofe.

pilonar = ato de encostar o eixo da hélice e o motor do avião no chão ou seja, "embicar" o nariz do avião (que tem bequilha traseira) com o solo. Normalmente isto ocorre pelo uso excessivo dos freios após um pouso com muita velocidade. O avião quando está nesta posição também é chamado de "monumento" ( ou monumento à besteira).

pilone(1) = suporte para carga externa, consulte "cabide" (deriva da palavra de origem inglesa "pilon" ).

pilone(2) = pequena estrutura de grande resistência mecânica instalada atrás da cadeira do piloto cuja finalidade é proteger a cabeça servindo de anteparo em caso de capotagem do avião (mesmo para os aviões providos de capota).

pilot maker = (ing.) "fazedor de pilotos", diz-se do avião que é eficiente para se ministrar instrução e formar pilotos.

pílulas de sal = pílulas utilizadas para compensar a perda de sal (sais minerais) do organismo devido ao suor.

PIMO = sigla para designar Programa de Instrução e Manutenção Operacional

pinguim(1) = Os alunos da Caça já foram tratados pelo carinhoso nome de "pinguins". Não se sabe exatamente a origem do termo. Sabe-se porém que, nos primórdios da aviação, costumava-se retirar as asas dos aviões e deixar os aprendizes os manobrarem no solo. Estes eficientes e desajeitados "simuladores" (com dois eixos de liberdade), eram denominados de "pinguins".

pinguim(2) = nome dado a um antigo tipo de "trote punitivo" em que o "bicho" (novato) fica em pé com as pernas abertas e meio flexionadas, os braços abertos lateralmente e com os dedos indicadores das mãos apontando para cima. Depois de algum tempo nessa posição a pessoa fica muito cansada.

PIPE = Programas de Instrução e Padrões de Eficiência a serem cumpridos por uma unidade aérea. Os PIPE foram inicialmente implantados na FAB a partir de 1951.

pipocar = verbo que significa a falha intermitente do motor a explosão.

pipper = (ing.) ponto no visor de tiro que indica o local onde as balas deverão atingir o alvo.

pirâmide = dispositivo com forma de uma pirâmide deitada (com mais ou menos uns cinco metros de comprimento e pintada na cor laranja) que indica a direção do vento com se fosse a ponta de uma seta. Sua função é a mesma de um outro dispositivo similar denominado de "T".

pirotecnia = espetáculo de fogos de artifício, diz-se da pessoa que faz encenações para melhor aparecer.

Pista 12 = o número da pista indica a sua orientação magnética (dividida por dez e arredondada). O avião que for decolar, ou estiver pousando, estará com sua bússola indicando 120 gráus magnéticos.

pista de táxi = locais de deslocamento dos aviões no solo. Taxiar é andar com o avião no solo.

PITE = Programas de Instrução TErrestre (normalmente instrução teórica e de emprego de armas portáteis).

pitoco = sinônimo de: interruptor, botão de acionamento, alavanca, punho de acionamento, chave seletora etc.

pitocologia = "ciência" que trata dos procedimentos para utilizar corretamente os pitocos.

Pitts = pequeno avião biplano de acrobacia.

Piu-piu = apelido do famoso Piloto de Caça João Eduardo Magalhães-Motta, fundador e idealizador da Associação Brasileira de Pilotos de Caça. O apelido vem da sua insistente "PIruação" para qualquer tipo de vôo e em qualquer tipo de avião. Magalhães-Motta atingiu o posto de Brigadeiro do Ar e na época que passou para a reserva era proficiente em todos os aviões do inventário da FAB. Consulte também "Mike-mike".

pixoxó = novato, iniciante, o mesmo que pica-fumo.

PK-probabilty of kill = (ing.) probabilidade de acerto do alvo.

Plano de Voo = formulário preenchido pelo comandante da aeronave com a finalidade de informar previamente aos orgãos de controle de tráfego aéreo qual a rota e horário pretendido para o voo bem como os dados de desempenho da aeronave significativos para tal.

PLI, PIN, AYM = há muitos anos e tradicionalmente, na Aviação de Caça, o nome dos pilotos é abreviado para uma sigla contendo somente três letras (lá nos primórdios, os Caçadores já economizavam "bytes" e utilizavam poucos "dígitos" em suas comunicações...). Todo Piloto de Caça, sem exceção, tem a sua sigla. No caso em pauta PLI significa Peixe LIma, PIN significa PINheiro e AYM, AYMone.

PLN = sigla utilizada para se referir ao PLaNo de Voo.

plot = (ing.) plote,consulte "plotar" (abaixo).

plotar, plote = achar uma posição geográfica numa carta ou mapa. Usado também com o sentido de visualizar algo (alvo). Vem do inglês "plot".

PMD = peso máximo de decolagem.

= refere-se ao Vale do Rio Pó que atravessa o norte da Penísula Itálica. Nessa região se realizaram as mais destacadas missões de combate do 1o Grupo de Aviação de Caça durante a 2a Guerra Mundial.

Popopó = nome da famosa canção entoada pelos Pilotos de Caça em quase todas as suas reuniões informais. Paródia de uma antiga canção denominada "A cobra e o lagarto".

POB = (ing.) "Passengers On Board". Acronismo para "Passageiros a bordo".

POCRE = POnto de Controle do REabastecimento (ponto de encontro entre os caças e o avião reabastecedor - "rendez vous")."HOCRE" é o horário programado para o "rendez-vous".

pod = (ing.) "casulo", compartimento ou contenedor afixado externamente nas aeronaves, com as mais variadas finalidades (levar combustível, abrigar armamento etc.). Estes contenedores podem ou não, em caso de necessidade, serem alijados em voo.

polegadas (de potência) = A potência desenvolvida pelos motores aeronáuticos, a explosão, é medida "indiretamente" pela pressão na admissão da mistura ar-combustível. Esta "compressão" é indicada ao piloto em unidades de polegadas de mercúrio (poderia ser em hecto-Pascais etc.).

polegadas (de pressão) = a medida de pressão atmosférica em aviação antigamente era dada em equivalência à pressão de uma coluna de mercúrio cuja medida de comprimento (altura) era feita em polegadas (2,54 cm). Hoje a medida de pressão atmosférica utilizada em aviação é o hectopascal (1,02 gramas/cm2), durante algum tempo utilizou-se também o "milibar" que equivale à mesma coisa.

polegadas a mais = referência ao concurso em que a brasileira Marta Rocha, alguns anos antes, perdeu o 1o lugar no concurso de Miss Universo, por ter 2 polegadas de quadris a mais do que era considerado ideal pelos juízes.

poleiro = posição da aeronave quando está afastada no alto observando outras aeronaves e aguardando o seu momento para o ataque (consultar "tiro aéreo").

polimerização da resina = final do processo formação do polímero (secagem...).

polímero = plástico formado por aglomerações sucessivas de grande número de moléculas fundamentais.

Ponta do Calabouço = denominação antiga do local onde se encontra hoje o Terceiro Comando Aéreo Regional (COMAR III) no Rio de Janeiro. Antigamente existia próximo a esse local um prédio destinado à prisão de escravos. Errôneamente o nome "Ponta do Calabouço" também é usado para se referir à área ocupada pelo Aeroporto Santos-Dumont.

ponto 5 = para nos referirmos às velocidades em relação à velocidade do som (Mach), nós dizemos normalmente os décimos ou centésimos dessa velocidade (o ponto significa vírgula). Assim, por exemplo, ".55" significa "0,55" da velocidade do som. Os limites de velocidade estrutual dos aviões a jato são dados em "números mach". Consulte também "maquímetro"

ponto 50 = metralhadoras cujo diâmentro dos projéteis são de 0,5 polegadas ("0.50 inches" ou aproximadamente 13 milímetros).

ponto duro = diz-se dos pontos da asa onde podem ser colocados suportes para armamento (bombas, foguetes etc.).

ponto inicial = consultar "PI".

Pó, pó, pó = Nome pelo qual é conhecida a mais famosa e tradicional música da Aviação de Caça Brasileira.

porrinha = jogo também conhecido com o nome de "Jogo de Palitinhos". Pode ser jogado por dois ou mais jogadores. Cada jogador deverá ter em sua posse três objetos que caibam em uma mão fechada (originalmente palitos de fósforos). Cada um apresenta aos demais a sua mão fechada contendo uma quantidade de palitos que somente ele sabe (de zero a três). Após todos apresentarem suas mãos cada um deverá dar o palpite sobre a soma total de palitos que estão em todas as mãos. Em seguida todos abrem suas mãos e a contagem é feita para se saber o ganhador. Quando ninguém apresenta palitos o total é chamado de lona (zero).

porpoising = (ing.) pular como fazem os golfinhos quando acompanham os barcos. Na realidade significa um movimento de ressonância em que o avião toca primeiro bequilha dianteira, depois os trens principais, depois novamente a bequila, depois o trem e assim por diante até que, normalmente, um deles se quebra...

Pós-combustão = é um dispositivo existente nos motores a jato (normalmente dos aviões de caça), que permite requeimar os gases de escapamento criando assim um empuxo adicional (... e um aumento descomunal no consumo!) o mesmo que "afterburner" ou "requeimador".

pouso de pista = diz-se do pouso dos aviões, com trens de pousos convencionais, quando tocam o solo inicialmente com as rodas principais e deixam para tocar a bequilha no final da corrida de pouso. Consultar "pouso três pontos".

pouso na ala = pouso de dois ou mais aviões juntos, ainda em formação de esquadrilha.

pouso por atitude = diz-se da aproximação para o pouso (rampa da reta final) em que o avião mantem a atitude (ângulo de ataque) e para se ajustar na "rampa" somente utiliza variações de potência do motor.

pouso três pontos = diz-se do pouso dos aviões que têm bequilha traseira (trem convencional), quando as três rodas (a bequilha e os dois trens principais) tocam o solo ao mesmo tempo. Nesses aviões o pouso é mais seguro quando feito dessa maneira (embora seja mais difícil de aprender).

praça = é o nome que se dá ao soldado (aquele que "senta" praça).

praiômetro = diz-se da "navegação por contato" onde o piloto simplesmente mantém a praia (ou linha do litoral) de um dos lados do trajeto. Para ir do Rio de Janeiro para o norte basta manter a praia à esquerda... Evidentemente esse tipo de "navegação" só serve para os destinos próximos à costa brasileira.

Pratt & Whitney = Fabricante de motores de aviões (refere-se também ao motor em si).

práxis = como determina o costume, a prática.

pré estol = o "estol" é o fenômeno da perda de sustentação aerodinâmica do avião. No caso, quando se está próximo ao estol!

pré-contato = posiçao do avião próxima à cesta da ponta da mangueira de combustível do avião reabastecedor.

Prêmio Pacau = Prêmio Pacau Magalhães-Motta (PPMM). Prêmio instituido pela ABRA-PC em homenagem ao seu Sócio Benemérito, Brigadeiro do Ar João Eduardo Magalhães-Motta. Tem por finalidade estimular o estudo e a pesquisa de assuntos referentes ao emprego da Aviação Militar de Combate, visando a eficiência e a eficácia das Unidades Aéreas, mediante a apresentação de trabalhos escritos ou audiovisuais.

Pré-solo = curso inicial, teórico e prático, para conhecimento das particularidades técnicas do avião antes do primeiro vôo sozinho (solo).

Primave = código radio da Torre de Controle de Santa Cruz (antigo PRIMeiro Regimento de AVIação)

Proa, mudar a proa = mudar rumo, mudar a direção.

probe = (ing.) "sonda". Pode se referir à sonda de reabastecimento em voo (tubo de reabastecimento em voo) ou a quaisquer outros pedúnculos (proeminências) que abriguem sensores (normalmente para temperatura).

profundor = parte móvel do estabilizador horizontal dos aviões.

PT-19 ou T-19 "Cornell" = avião treinador primário monomotor a explosão com assentos em tandem e trem convencional. Sua característica principal era não ter capota. Era fabricado sob licença pelo Parque do Galeão (Fábrica do Galeão -RJ). O projeto original foi da empresa americana Fairchild.

Pulitzer = prêmio americano para literatura, jornalismo e composição musical. Homenagem ao joranilsta Joseph Pulitzer.

pursuit = (ing.) perseguir. Nome pelo qual eram conhecidos os aviões de caça (perseguidores) até a 2a Guerra MUndial. A letra inicial "P" designava o próprio avião, por exemplo: P-47 Thundebol, P-51 Mustang etc.

push back = (ing.) empurrar para trás. Termo usado principalmente pela aviação comercial para designar a fase em que a aeronave é empurrada para trás, por um trator, para que possa livrar a ponte de embarque de passageiros ("finger") e dar início ao taxi para a pista de decolagem em uso.

push the stick = (ing.) empurre o manche. Esta frase dá muita confusão, pois os brasileiros entendem o som da palavra "push" com puxe, o sentido é exatamente o contrário, empurre!

puxar esquadrilha = voar como líder de uma esquadrilha.

puxar "G" = fazer curvas apertadas, gerando acelerações anormais. Consultar "G".


 

 

Temos 23 visitantes e Nenhum membro online