LETRA D

D = Os aviões P-47 (Thunderbolt) do 1o Grupo de Aviação de Caça na 2a Guerra Mundial tinham pintados no nariz (no anel de velocidade) a letra correspondente à esquadrilha que pertenciam ("A" = vermelha; "B"= amarela ; "C" = azul ; e "D"= verde), seguida de um número ordinal.

Danilo = veterano de guerra. 2o Tenente Aviador Danilo Marques Moura (nasc. 30 jun 1916 - fal. 14 maio 1990). Ao fazer sua 11a missão na Segunda Guerra Mundial foi abatido pela anti-aérea alemã e saltou de paraquedas em território inimigo próximo à Cidade de Treviso (Itália). Conseguiu fugir e chegou a território aliado após percorrer durante vários dias cerca de 140 km. Sua aventura nessa fuga foi imortalizada em uma ópera feita por seus colegas. Essa ópera denominada "Ópera do Danilo" é tragi-cômica e as músicas utilizadas são as mesmas de trechos de óperas bastante conhecidas.

dar um motorzinho = acelerar um pouco o motor e conseqüentemente aumentar a velocidade.

Dardo = alvo rebocado para ser utilizado em tiro aéreo. Tratava-se de um planador similar a uma gaivota de papel. Era feito de estrutura tipo "favo de mel" de papelão recoberto por fina camada de alumínio (para refletir ondas de radar). Tinha aproximadamente uns 4 metros de comprimento. Era levado para a área de tiro preso na asa esquerda do F-5 e amarrado por um cabo que ficava armazenado em um casulo no papo do avião. Ao chegar na área de tiro era liberado, desenrolava o cabo e ficava preso longe e bem abaixo do avião do reboque.

dar zebra = dar errado.

Dassault = refere-se à Fábrica Dassault Aviation criada pelo engenheiro projetista Marcel Dassault.

data link = (ing.) enlace de dados. Significa a transferência de dados através de ondas eletromagnéticas diretamente entre a aeronave e um órgão de comando ou controle ou, indiretamente, por intermediação de aeronave(s) retransmissora(s) (relé) ou por satélite(s).

David Copperfield = famoso mágico especialista em fazer desaparecer coisas de grandes proporções (carros, elefantes etc.).

debriefing = (ing.) consulte "debrifim".

debrifim = Reunião dos componentes do voo, para "avaliar" como foi a missão. Hoje a palavra foi nacionalizada para "debrifim". A reunião antes da missão é o "brifim".

DCTA = Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial.

DECEA = DEpartamento de Controle do Espaço Aéreo do Comando da Aeronáutica.

decolagem curta = Decolagem de máximo desempenho do avião, na qual é usado o mínimo comprimento de pista possível.

decolagem na ala = decolagem em que os aviões se mantém em formatura ou seja, todos decolam ao mesmo tempo e já em formatura. O normal é que seja feito com duas aeronaves (elemento). Maiores quantidades de aviões só são utilizadas por "esquadrões" de demonstração.

deflexão = referência ao ajuste feito nos antigos visores de tiro para se ajustar aos diversos tipos de armamento e ângulos de ataque.

délivrance = (fran.) nascimento, parto.

DEP = Vem do inglês "DEParture" e do francês "DÉPart". Significa partida ou decolagem e normalmente se refere ao respectivo horário. Exemplo: DEP 2000P ou seja, decolagem às 20 horas e 00 minutos usando-se o fuso horário "P".

depanagem = ato de acabar com a "pane", ou seja consertar o avião. A palavra vem do francês "dépanner" que significa desenguiçar.

DEPV = Diretoria de Eletrônica e Proteção ao Vôo. Antigo órgão do Ministério da Aeronáutica que deu origem ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) do atual Comando da Aeronáutica.

deriva vertical = consultar "empenagem".

Descida Hotel = os procedimentos para descida sem visibilidade (por instrumentos) são padronizados para cada local e recebem o nome das letras. No caso a letra "H" (hotel). Isto significava que para o Galeão tínhamos, no mínimo, oito procedimentos.

descida IFR = procedimento de descida para pouso em condições de voo por instrumento. Consultar a sigla "IFR".

descolar = o mesmo que decolar (alçar voo).

deserto = parte descampada que antecede o início da pista (normalmente gramada).

desligamento = a maneira oficial de se cortar o vínculo com uma unidade militar é chamado de "desligamento". O "desligamento" pode ser também por motivo de indisciplina...

despegue = (esp.) decolagem em espanhol.

detotalizador = instrumento que mostra, digitalmente, a quantidade restante de combustível no tanque (similar a um odômetro de carro).

detresfa = palavra aglutinada que significa a fase em que se tem certeza que aconteceu um desastre com uma determinada aeronave.

Detrola = receptor de Rádio-Faixa ("radio-range") que atuava na gama de frequências entre 200 a 400 kHz. O nome vem de um dos maiores fabricantes americanos de rádios das décadas de 1930 e 1940. Consultar "radio-faixa".

Deux-Deux = (fran.) refere-se ao esquadrão 2o/2o, unidade de transformação da Força Aérea Francesa sediada na Cidade de Dijon (França) e encarregada da formação de pilotos de Mirage. Seus membros são chamados de os cegonhas ("les cicognes") em alusão à bolacha do esquadrão que contém imagem dessas aves e tem origem na época do famoso piloto Guynemer. O Esquadrão é descendente também da famosa Esquadrilha Normandie-Niemen.

DH = sigla formada pelas iniciais das palavras inglesas "Decision Height" traduzidas como "altura de decisão". Esta sigla é utilizada nos procedimentos de descida por instrumentos para indicar ao piloto que, quando atingir esta altura, não deverá baixar mais e aguardar durante algum tempo até que tenha avistado a pista de pouso. Caso não tenha avistado a pista após esgotado o tempo estipulado no procedimento, deverá desistir do pouso (arremeter) e repetir o procedimento ou se dirigir para um aeródromo alternativo.

Dia "D" = dia marcado para um evento. Historicamente se refere ao dia do desembarque das forças aliadas nas costas da França (Normandia) na 2a Guerra Mundial.

diagonal de revisões = consiste em planejar a época da revisão de cada avião da frota de maneira que um que tenha muitas horas de voo após a última revisão, entre em manutenção exatamente no dia em que um outro está saindo da revisão e voltando para o voo (com muitas horas a voar até a próxima revisão). Desta maneira não há falta de aviões e nem acúmulo de serviço na área de manutenção. A "arte" consiste em planejar o voo de cada um dos aviões do esquadrão de maneira que cada um deles acumule um número de horas diferente de quaisquer um dos outros. Assim sendo, o gráfico que representa o total de horas acumuladas por cada aeronave formará uma "escadinha" ou "diagonal".

Diamante (1) = formatura em que os aviões ficam dispostos de maneira a aparentar um losango (diamante). No caso de quatro aviões, um vai na frente (líder), dois aos lados e um pouco atrasados em relação ao líder e o quarto avião (ferrolho) fica atrás e alinhado com o avião líder porém um pouco abaixo deste. Podem ser feitas formaturas "diamante" com uma quantidade de aviões igual a um número que seja um "quadrado perfeito" (4, 9, 16, 25 etc).

Diamante (2) = maior gradação da condecoração "Cruz de Ferro" das forças armadas alemãs.

diatribes = crítica inflamada; discurso violento; opinião exacerbada.

dielétricos = isolantes, no caso à energia eletromagnética.

Dijon-boys = primeiros pilotos brasileiros de Mirage que fizeram o curso na Base Aérea de Dijon na França.

ding-dong = brincadeira que necessita uma impressionante prova de reflexos! Faz-se uma roda com um representante de cada esquadrão. Começa então uma contagem no sentido horário; o primeiro diz "um"; o segundo diz "dois" e assim por diante. Ao chegar em "cinco" ou múltiplo de "cinco", o atleta ao invés de falar o número diz "ding" e o sentido da contagem é invertido. A contagem continua, só que ao chegar em "sete", ou múltiplo de "sete", o concorrente tem que dizer "dong" e o sentido da contagem é invertido novamente! A coisa é feita com tanta velocidade que somente os juízes têm capacidade de detectar erros! Lembrando que 25 (5x5), por exemplo, fala-se "ding-ding", 49 (7x7) "dong-dong", 35 (5x7) "ding-dong" e nestes casos não se inverte o sentido, visto que há uma combinação de dings e/ou dongs.

disparo de hélice = diz-se de quando a hélice, por algum problema, ultrapassa os limites de rotação (RPM) previstos e os controles de passo deixam de atuar.

dispersão = quando os aviões da esquadrilha abandonam, um a um, a formação para ataques individuais ou para efetuar o pouso individual.

disponibilidade em horas = tempo em horas de voo que um avião pode voar antes de sofrer uma inspeção/revisão obrigatória.

distância de convergência = os canhões ou metralhadoras dos aviões de caça são fixos e quando instalados nas asas estão apontados (harmonizados) para um ponto à frente do avião. Este ponto é o ponto de maior convergência dos projéteis e, portanto o alvo deverá estar lá na hora do impacto. Distâncias maiores ou menores estarão fora do "foco" das "balas".

Distinguished Flying Cross = (ing.) condecoração americana denominada "Cruz de Distinção em Voo".

DITS = "Divisão de Instrução e Treinamento Simulado".

dive toss = (ing.) lançamento (de bombas) por arremesso. A aeronave se aproxima do alvo em voo rasante, inicia um "immelmann", e pouco antes da vertical lança a bomba, completando a manobra com o retorno em sentido contrário à aproximação.

DMA = Diretriz do Ministério da Aeronáutica (agora Comando da Aeronáutica).

DME = do inglês "Distance Measuring Equipment", equipamento eletrônico que indica a distância (em milhas marítimas) de uma estação transmissora especial. Normalmente, a estação DME funciona acoplada a uma estação de VOR e é conhecida como VOR-DME.

Doc = "apelido" carinhoso para se chamar um oficial médico (doctor).

dog-fight = (ing.) ver "combate individual".

dois aviões atrasado = afastou-se na distância equivalente ao comprimento de duas vezes um avião.

DOM = Distintivo de Organização Militar. Distintivo usado no uniforme (abaixo do bolso superior esquerdo da túnica ou camisa) para identificar a unidade em que o militar está servindo.

DOP = Divisão de Operações.

doppler = radar que se baseia na diferença de frequência da onda eletromagnética ao ser refletida por um alvo móvel. Efeito descoberto por Doppler.

Dornelles = Luiz Lopes Dornelles. Piloto de caça brasileiro na IIa Guerra Mundial. Cumpriu 89 missões, foi abatido pela Anti-aérea, morreu em combate no dia 26 de abril de 1946.

Dorsey = Grande orquestra dos anos 40, dirigida pelo trompetista Tommy Dorsey.

Double Attack = (ing.) Ataque duplo ou combate aéreo utilizando-se de duas aeronaves (elemento). Tática assimilada pela Força Aérea Brasileira no curso de emprego adquirido junto com a compra dos aviões F-5 nos anos 70.

Douglas = consultar "C-47".

Douglas Bader = Sir Douglas Robert Stewart Bader. Piloto de caça inglês que obteve 22 vitórias durante a IIa Guerra Mundial. O mais interesante é que Bader perdeu as duas pernas antes da guerra em um acidente aéreo e mesmo assim passou a voar aviões de caça (Spitfires e Hurricanes). Chegou ao posto de "Squadron Leader" (Major). Foi abatido e saltou de pára-quedas tornando-se prisioneiro dos alemães até o fim da guerra. Morreu de causas naturais em 1982.

d'Ouros = é o código rádio da Esquadrilha "Ouros" (jamais pronunciado de Ouros...)

drag chute = (ing.) "drag parachute", paraquedas de arrasto ou paraquedas de cauda. Usado normalmente pelos aviões de caça para ajudar a diminuir a velocidade (e a distância) durante o pouso.

DTC = (ing.) "Data Transfer Cartridge", cartucho de armazenamento de dados da missão.

duplo = voo em que o instrutor vai no mesmo avião do aluno (avião de "duplo" comando).

durinho = Nas menores altitudes, a maior densidade da atmosfera e o ganho de velocidade torna os comandos mais eficientes, mais duros.

durite = nome de marca comercial de tubo de borracha reforçada utilizado para canalização ou para junção de dois tubos metálicos do sistema de óleo nas aeronaves.

DVR = (ing.) Digital Video Recorder. Gravador digital de vídeo.

dzuz = nome comercial de uma ferragem similar a um parafuso, com dois ganchos no lugar da rosca e que se prendem a um receptáculo que possui um "arame" transversal. Tanto o "Dzuz" quanto o seu receptáculo são presos por rebites separadamente em peças de chapa de alumínio e têm a finalidade de uní-las (ou soltá-las) com rapidez e, se necessário, uma "infinidade" de vezes. Com um simples girar de 180 o de uma chave de fenda é possível prender (ou soltar), com segurança, uma peça à(da) outra.

 

Temos 60 visitantes e Nenhum membro online