CANCIONEIRO DA CAÇA

"CARNAVAL EM VENEZA"

 

Por volta de 1946, cantava-se muito uma marcha denominada "Carnaval em Veneza" que teve origem na guerra e que foi adaptada para contar as agruras de nossos pilotos na Itália. "Carnaval em Veneza" pode ser considerada atualmente, quase como um Hino da Caça, tamanha é a reverência que lhe é dedicada, sendo sua origem assim explicada pelo Coronel Ruy Barbosa Moreira Lima:

"No dia 07 de fevereiro de 45 decolou a Esquadrilha Azul sob o comando do Cap. Horácio Monteiro Machado, tendo como ala o Ten. Pedro de Lima Mendes o LIMATÃO, eu, como número 3 e o Ten Alberto Martins Torres, como número 4. Após executarmos o bombardeio picado destruindo completamente a ponte ferroviária a leste de Treviso, o Horácio desceu para o "strafing"(1) no eixo de Treviso " Veneza.

Foi justamente próximo a Maestre, pequena vila situada na área de Veneza, que o Lima Mendes viu, atacou e destruiu uma posição de Artilharia Anti Aérea alemã. A reação dos tedescos(2) foi violenta, só não atingindo a esquadrilha por pura sorte desta. Ao regressarmos a Pisa, paramos no Bar do Albergo Netuno para uma cerveja. Nesse instante os músicos do hotel estavam tocando "Funiculi Funicula", música semelhante ao nosso "Carnaval em Veneza", marcha de grande sucesso em sua época.

Comemorando a missão que acabarámos de fazer, chamei o Perdigão, Meira, Rocha e Pessoa para tentarmos uma letra parodiando o "Carnaval em Veneza" descrevendo as peripécias vividas naquela missão. Apesar do dia 07 Fevereiro de 45 corresponder à Quarta Feira de cinzas, no Carnaval de 1945, o ambiente no 1o Grupo ainda era de Carnaval.

Daí por diante não nos foi difícil colocar a letra na música. Procuramos apenas descrever a missão, com naturalidade e, como tudo que nasce espontaneamente, as palavras se ajustaram à canção, tornando-se o Hino do 1o Grupo de Caça na Itália. No dia seguinte lançamos o "Carnaval em Veneza" no "Clube Senta a Pua" com entusiásticos ADELFIS (saudação do Grupo de Caça) e tilintar de copos de diferentes bebidas".

Texto por: MB Rui Moreira Lima

Adendo da ABRA-PC ao texto acima:

A canção "Carnaval em Veneza", hino do 1o Grupo de Caça na Itália, é uma paródia adaptada da marcha de carnaval "Dança do Funiculí", lançada em 1941, de autoria de Benedito Lacerda e Herivelto Martins.

Embora muitos conheçam e denominem a canção original como "Carnaval em Veneza", esse não é o nome da marchinha, sendo tão somente uma das suas estrofes (veja aqui a letra completa da "Dança do Funiculí").


"CARNAVAL EM VENEZA"

  

Passei o carnaval em Veneza

Levando umas bombinhas daqui

Caprichei bem o meu mergulho

Foi do barulho, o alvo eu atingí

A turma de lá atirava

Atirava sem cessar

E o pobre Jambock(3) pulava,

Pulava e gritava sem desanimar, assim:

Flak(4), Flak, este é de 40(5)

Flak, Flak, tem ponto 50(6) 

Um "bug"(7) aqui, um "bug" lá

Um "bug" aqui, um "bug" lá

Senta a Pua(8) minha gente

Que ainda temos que estreifar(9)


 Notas explicativas:
(1) "Strafing" = do anglo-saxão "strafe" que significa em inglês da 2a Guerra Mundial, "atirar de uma caça voando à baixa altura", ou em alemão da 1a Guerra, "atacar os soldados ingleses com metralhadora"... em português o verbo virou "estreifar"
(2) tedesco = vem do italiano e significa alemão (tudesco).
(3) "Jambock" = cógigo dos pilotos do 1o Grupo de Caça.
(4) "Flak" = "Flieger Abwehr Kanonen" Artilharia anti-aérea alemã.
(5) 40 = canhão anti-aéreo de calibre 40mm dos alemães.
(6) Ponto 50 = metralhadora antiáérea de calibre 0,50 da polegada que supúnhamos fosse usada pelos alemães; na realidade eles usavam a "Lurdinha" 30 (0,30 pol).
(7) "Bug" = "inseto" em inglês. Código usado pelos aliados para indicar qualquer avião NÃO identificado no ar.
(8) Senta a Pua = grito de guerra do 1o Grupo de Caça.
(9) estreifar = o mesmo que "strafe", "strafing".

 

 

 

Temos 17 visitantes e Nenhum membro online