CANCIONEIRO DA CAÇA 

 

"PÓ PÓ PÓ"
(TRÊS VERSÕES )

 

Nosso Cancioneiro começa com a letra original do "Pó Pó Pó" que é baseada em uma fábula intitulada "A Cobra e o Lagarto", que surgiu em julho de 1944, quando o Grupo de Caça, após chegar a Nova Iorque e permanecer alguns dias de quarentena em Camp Shank, deslocou-se de trem para a Base de Suffolk onde iria voar o P-47.

Não havendo o que fazer durante a demorada e desconfortável viagem, os Caçadores, liderados pelos Tenentes Coelho (Marcos Eduardo Coelho de Magalhães), Meira (José Rebelo Meira de Vasconcelos) e Cordeiro (John Richardson Cordeiro Silva) se puseram a cantá-la em coro, lançando as bases para o Cancioneiro da Caça. 

Após o regresso a Santa Cruz, o "Pó Pó Pó" se consagrou definitivamente, tendo no após-guerra, o Ten. Berthier (Berthier Figueiredo Prates) como um dos mais entusiasmados solistas.


 

"PÓ, PÓ, PÓ DA COBRA E DO LAGARTO"

A cobra e o lagarto (CANTOR SOLO)
pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
(CORO)
Fizeram uma carne assada
pó pó pó pó pó
O lagarto comeu tudo
pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Pra cobra não deixou nada
pó pó pó pó pó
A cobra ficou zangada
pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Resolveu se vingar
pó pó pó pó pó
Convidou mestre lagarto
pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Pra em casa ir jantar
pó pó pó pó pó
Dessa vez foi mais esperta
pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Comeu tudo es-con-di-do
pó pó pó...pó...pó


 

 O "Pó Pó Pó" passaria por diversas mudanças e adaptações através dos anos, sendo considerado, hoje, como uma Canção Sagrada da Aviação de Caça. Normalmente só é cantada no auge das reuniões, sendo o solo geralmente, uma prerrogativa dos Caçadores mais antigos presentes.

Quando em uma manobra da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica (E.A.O.Aer.) houve um tremendo "pega"entre os P-40 do 1o/14o G.Av. e os P-47 de Santa Cruz, que a versão atual começou a tomar forma definitiva. O P-40, submotorizado porém mais ágil, levava nítida vantagem nos engajamentos abaixo de 15000 pés.

 Os P-47 entretanto, subindo, criavam situações extremamente desfavoráveis para o "Zé Gaúcho". Foi uma "pelada" memorável, na qual tomaram parte 16 P-40, 16 P-47 e mais 8 outros P-47 que faziam escolta dos C-47 em lançamento de páraquedistas. No total, "brigaram" 40 aviões de caça.

 Com a chegada dos F-8 Gloster Meteor, em 1953, para o 1o Gp.Av.Ca. e 1o/14o G.Av, novos versos seriam acrescentados ao Pó Pó Pó, o que ocorreria também, a partir de 1957, com a chegada dos F-80 para o 1o/4o G.Av.

Tendo em vista que no confronto F-8 versus F-80 ocorria desempenho bastante similar ao do P-40 versus P-47 (com o F-80 levando vantagem baixo e engajado e o F-8 melhor em altitude e sem engajar) adicionaram-se mais alguns novos versos.

 Entretanto, a canção só veio a tomar forma definitiva com a incorporação dos F-103 e dos F-5 na década de 70 e, evidentemente, novo temário surgiu gerando:


"PÓ, PÓ, PÓ DA CAÇA"

De zero a quinze mil pés
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Quem comanda é o Zé Gaúcho
Pó pó pó...pó...pó...
De quinze a vinte mil pés
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Na pelada entram os dois
Pó pó pó...pó...pó...
De vinte a trinta mil pés
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
O avestruz é o titular
Pó pó pó...pó...pó...
De trinta mil pés para cima
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Quem manobra é o meteor
Pó pó pó...pó...pó...
De quarenta até setenta
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
O Jaguar é quem aguenta
Pó pó pó...pó...pó...
Na subida e na manobra
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
F-5 é que é conbra
Pó pó pó...pó...pó...
De... ze...ro...a setenta...mil
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Quem comanda é a caça !
Pó pó pó...pó...pó...


 

 Aproveitando o tradicional "PÓ,'PÓ, PÓ, já anteriormente alterado para novas versões, a nova geração de Caçadores criou mais uma nova letra.

Seu lançamento oficial ocorreu durante o jantar de premiação da TAC de 1984 em Natal.


"PÓ, PÓ, PÓ DO PIANO"
 

Do térreo ao 2o andar
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
O jambock vai levar
Pó pó pó ...pó ...pó

Se enroscar no corrimão
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Deixa com o Segundão
Pó pó pó ...pó ...pó

Se a subida for em rampa
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
É trabalho para o Pampa
Pó pó pó ...pó ...pó

Se na rampa escorregar
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Quem segura é o Jaguar
Pó pó pó ...pó ...pó

Se enroscar na portaria
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Deixa com Santa Maria
Pó pó pó ...pó ...pó

Na subida e na manobra
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
O peso do piano dobra
Pó pó pó ...pó ...pó

Se está gasto o degrau
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
É trabalho pro Pacau
Pó pó pó ...pó ...pó

Se o trabalho for braçal
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
É a hora do Natal
Pó pó pó ...pó ...pó

Se for grande o peso e a área
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
O trabalho é sem diária
Pó pó pó ...pó ...pó

Do térreo à cobertura
Pó pó pó, pi ri ri, pi ri ró
Quem carrega é a Caça
Pó pó pó ...pó ...pó


 

 

 

Temos 16 visitantes e Nenhum membro online