CANCIONEIRO DA CAÇA 

"A.V. À MODA ANTIGA"

Nada como uma Ximboca(1) regada a muita cerveja para inspirar dois românticos caçadores (Naumann & Magalhães) a fazer uma bela adaptação de uma conhecida canção.


"A.V. À MODA ANTIGA"

Eu sou aquele A.V. à moda antiga
Do tipo que ainda manda flores
Aquele que no peito ainda abriga
Medalhas, condecorações e amores

Eu sou aquele A.V. apaixonado
Que voa um avião muito engrenado
Apesar do velho "boot"(2) e da luva bem rasgada
Ainda afago com carícia a namorada

Eu sou do tipo que voa essas coisas
Que já não são seguras hoje em dia
As cartas de amor no meu macacão
E tua foto que acompanha junto do meu avião

Apesar de tantas viagens, conselhos e padrões atuais
Sou A.V. que a bem da verdade
Sofre por amor e ainda chora de saudade
Porque sou um Caçador apaixonado
Que curte a nostalgia dos rasantes(3)
Apesar dos lobisomens(4) e da Caça saturada
Ainda chamo de querida a namorada

Apesar dos lobisomens e da Caça saturada
Ainda somos Os melhores...
De toda essa p***** !

 


Notas explicativas:
(1) ximboca = confraternização com cantoria, salgadinho e bebida.
(2) boot(s) = bota de vôo, vem do inglês "Combat Boot"
(3) rasantes = vôos feitos a muita baixa altura e que apesar de muito perigosos, dão enorme alegria aos pilotos.
(4) lobisomem = piloto que inicia sua vida aviatória em outros tipos de "aviação" e que depois, diferentemente da maioria, faz o curso para se tornar um Piloto de Caça.

 

Temos 14 visitantes e Nenhum membro online