CANCIONEIRO DA CAÇA

"AS ÁGUIAS VÃO VOAR"

 

Como não podia deixar de ser, a Turma de Aspirantes de 1964 também deixou uma contribuição anônima com a canção "As Águias vão voar".


"AS ÁGUIAS VÃO VOAR"

As águias vão rolar
Partida fria pra palheta
(1) não quebrar
Pisa no freio e dá motor bem devagar
Para bequilha não enrolar

Deixa as águias rolar

As águias vão rolar
Cabide
(2) cheio eu não quero nem olhar
Aperte o dedo no gatilho e no botão
E manda brasa, lá no "Vandão"
(3)

Deixa as águias voar

Se no primeiro passe(4) eu fizer "foul"
E por isso o Barrica
(5) me expulsar
Na moita eu vou pensando ao regressar
Foi o Villaça ou Salazar
(6) 

Deixa as águias pousar

As águias vão pousar
Pilofe
(7) torto eu não quero ver puxar
A turma toda lá em baixo a marretar
Aperta a curva pra não espirrar
(8) 

Deixa as águias pousar.


Notas explicativas:
(1) palheta(s) = importantes peças (pás) das turbinas dos motores à jato. Se a partida for mal feita pode haver superaquecimento destas peças e até derretê-las...
(2) cabide = dispositivo existente debaixo das asas para colocação de bombas e/ou foguetes. Conhecido também por "porta-bombas" ou "pilone de bombas".
(3) Vandão = Nome código do estande de tiro do 1o/4o Grupo de Aviação.
(4) passe = assim é chamada cada aproximação para ataque ao alvo.
(5) barrica= nome dado ao "juiz" que fica na torre de controle do estande de tiro (o nome também vem de uma antiga "gozação" com a Marinha do Brasil).
(6) Vilaça e Salazar = Capitães (instrutores) José Isaias Villaça e José Salazar Primo.
(7) pilofe = do inglês "peel-off", manobra efetuada antes do pouso, visando reduzir a um mínimo o tempo em que a aeronave fica indefesa e exposta ao ataque inimigo. Hoje a palavra foi aportuguesada para "pilofe".
(8) espirrar= "espirrar" na curva, não conseguir acompanhar a curva e atrasar.

 

Temos 30 visitantes e Nenhum membro online